Educação

You are currently browsing the archive for the Educação category.

O Projeto Bandeira Científica chegou em Belterra no dia 13/12, e logo no dia 14 começaram suas atividades, com atendimentos médicos, odontológicos, psicológicos, fisioterapêuticos e fonoaudiológicos. Além da construção de uma horta comunitária de plantas medicinais. As atividades educativas contam com a ajuda e contribuição da população belterrense, que está doando as mudas de plantas.


Casa Familiar Rural

Nos dias 14 e 15 uma equipe do Projeto esteve na Comunidade do Prata – Km 72 da Br 13, onde está localizada a Casa Familiar Rural, no local foram desenvolvidas várias atividades com cerca de 30 alunos da CFR, como: Oficina de Construção de Fossa Séptica biodigestora; Oficina de Compostagem para produção de adubo orgânico; Oficina de educação financeira e Oficina de produção de sabão.

A finalização da construção da Fossa Séptica, na Casa Familiar Rural.

O Projeto Bandeira Científica foi idealizado no início da década de 1950 por acadêmicos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), sendo consolidado a partir de 1957. Voltada para a educação e a pesquisa de campo na área médica, a Bandeira manteve em vista a atuação dos estudantes (em média 25 por ano) em um contexto diferente daquele visto nos hospitais, por meio do contato com diferentes realidades da população brasileira.
A expedição do Projeto em Belterra têm o apoio da Prefeitura do Município e ficará na cidade até o dia 23 de dezembro.

Ontem, 01 de setembro, iniciaram as comemorações da Semana da Pátria no município de Belterra. Foi realizado um grande culto ecumênico para marcar o início dos festejos ambientado na Praça Brasil ao ar livre tendo como cenario as sombras das majestosas árvores que embelezam nossa praça Brasil. O evento contou com a presença de sete pastores de igrejas evangélicas, representante da igreja católica, o prefeito, funcionários da educação, alunos e outros participantes.

Veja a programação e participe:

Programação: Semana da Pátria 2011.

Equipe de Conservação da Amazônia – ACT, promove curso de capacitação para guarda-parque.
De acordo com as informações do Sr.Arlison Kléber, coordenador da equipe, este é o VII curso para guarda- parque promovido em parceria com a LBA; ACT Brasil; ICMBIO, entre outros; o curso é prioritariamente para os moradores de áreas em preservação ambiental e que tenham a partir de 18 anos de idade.
Alojados no Sindicato dos trabalhadores Rurais de Belterra, em sistema de internato estiveram presente desde o dia 26 de novembro até o dia 16 de dezembro, 30 pessoas das diferentes comunidades do municipio, cujo objetivo principal é de estarem capacitados e áptos para atuar em suas próprias áreas de moradia.
Esta é a primeira vez que o curso ocorre no municipio, “tendo em vista Belterra estar dentro do entorno houve uma solicitação da LBA” comenta o Sr. Arlison.
Os 30 participantes obteram como grade curricular: Noções de primeiro socorros, Educação ambiental, Ecoturismo, Fauna e Flora, Lobotomia(Doenças tropicais), Legislação ambiental, e outros mais. “O curso não é apenas de participação”, explica o coordenado Sr. Arlison, o inscrito passa por um processo eliminatório, caso este seja aprovado, recebe um certificado assim denominado, do contrário, apenas como participante, o certificado é expedido e reconhecido pela FIG (Federação Internacional de Guarda – Parque).

ICMBio – Sr. Nivaldo – tema: Area Protegidas

ZOOFIT – Sr. Sidcley Matos- tema: fauna silvestre e manejo de animais peçonhentos

Opnião da blogueira:
Emocionante é pouco para descrever a sensação de assistir o documentário Fordlândia do cineasta Marinho Andrade. A exibição ocorreu no sábado, dia 09, no Auditório da Coplan aqui em Belterra.
O filme retrata a presença da Companhia Ford na Amazônia especialmente em Fordlândia, vila do município de Aveiro. Mostra a aventura frustrada de Henry Ford em transformar uma região às margens do Rio Tapajós, no Pará, em uma grande produtora de borracha. O filme traz uma série de depoimentos gravados em mais de cinco anos de pesquisas entre cidades brasileiras e norte americanas.
Pode ser que o fato de estar envolvida com a pesquisa da história de Fordlândia e Belterra, tenha influenciado na minha emoção.
Depois da exibição foi aberto espaço para discussões sobre o documentário. Marinho chegou a chorar, assim como eu, e mostrou interesse em pesquisar Belterra e talvez produzir uma película sobre a nossa história.

Arena Belterra

Arena Belterra – 2º Seminário Sociedade em Rede e a Educação

Acontece em São Paulo o 2º Seminário A Sociedade em Rede e a Educação. O tema central do seminário são as novas formas de aprendizagem na sociedade em rede, com a importância que hoje tem as tecnologias de informação e comunicação e a Internet. O Seminário também estimulou a criação de Arenas, espaços de participação à distância em várias partes do país. Em Belterra, está em pleno funcionamento nos dias do Seminário (de 14 a 16 de setembro de 2010) a Arena Belterra, no Centro de Memória da cidade. Lá se pode acompanhar as palestras e atividades do Seminário em São Paulo e, todas as tardes, acompanhar e participar das conversas sobre o Arranjo Educativo Local de Belterra. Mônica de Almeida, Caio Rêgo e Nataleuza Santos, com apoio do Projeto Saúde & Alegria e da Vivo, desenvolvem atividades para fortalecer a iniciativa e ampliar o número de participantes.

Centro de Memória de Belterra

Centro de Memória de Belterra

Nos dias 7 e 8 de Novembro de 2009, ocorreu na Praia de Aramanaí, uma aula prática de educação ambiental. Os alunos foram os calouros do curso de Sistemas de Informação 2009 da UFPA. O professor responsável foi Everaldo Portela.

Essa turma da UFPA plantou várias mudas ao redor do igarapé e outras nas casas de moradores da vila.

Cuidar do meio em que vivemos é primordial para nosso bem-estar e das futuras gerações. Principalmente, porque estamos na maior floresta tropical da Terra e devemos cuidá-la. Para isso, não devemos deixar os outros destruirem-na e, também, mudarmos nossos atos. Por exemplo, consumir apenas o necessário, não jogar lixo fora da lixeira. Não desmatar e procurar reciclar ou contribuir para a reciclagem dos nossos lixos.

Ah! Vamos torcer para que a Cop 15 não fracasse e que esta conferência seja um marco de sucesso no que se refere às políticas para evitar a destruição do planeta.

Tags:

Daqui a pouco, mais precisamente às 18 hs, a Vivo e seus parceiros, inauguram a Estação Radio Base Pedro Teixeira em Belterra-  Pará, que possibilitará aos belterrenses a conexão celular e internet 3.

Para tal momento, uma grande festa está sendo preparada que vai desde distribuição de brindes à apresentação do Gran Circo Mocorongo do projeto Saúde e Alegria.

Estarão presentes na solenidade de inauguração o Presidente da Vivo – Roberto Lima, Presidente da Erickson – Fatima Raimondi, Prefeito de Belterra – Geraldo Pastana, Coordenador do Projeto Saúde e Alegria – Eugenio Scannavino, representante da Anatel e o Vice-Governador do Pará –  Odair Corrêa.

Estive nos desfiles alusivos à Semana da Pátria que aconteceram nos dias 05 e 07 de setembro de 2009 aqui em Belterra no Calçadão do Comércio na Estrada Um. Gostei muito dos temas escolhidos pelas Escolas Municipais e pela Escola Estadual. Quero compartilhar aqui um pouco com vocês.

A mais nova escola, Eny Ataíde escolheu o Trânsito para o desfile do Dia da Raça. Com direito à semáforo, guarda de trânsito, faixa de pedestre, pedestres, ciclistas, motociclistas e condutores de veículos caracterizados em homenagem a independência do Brasil.

Já no dia 07, a abertura feita pela Escola Sagrada Família levantou aplausos dos presentes por ter escolhido a história de Belterra para contar aos belterrenses. Henry Ford, os Admistradores e os prefeitos estavam presentes nos desfiles, sendo representados por alunos usando os trajes da época.

A Escola Darcy Vargas da Estrada Oito apresentou a sua história de 70 anos. A escola construída na época dos americanos, mostrou a sua luta pela educação dos belterrenses.

A Escola Santo Antonio trouxe para o desfile alusivo à Semana da Pátria o seu dia-a-dia, suas atividades, e contou um pouco da cultura de Belterra.

Para fechar o desfile das escolas, a Escola Estadual Waldemar Maués, fez uma bonita homenagem à professora Edith, que faleceu no início deste ano. Os alunos do Concluintes trouxeram flores e entregaram à sua mãe, dona Madalena. Houve muito choro.

Encerrando o desfile e as comemorações da Independência brasileira, um pelotão de Reservistas apresentou-se junto com a Banda Inter Colegial de Belterra.

Vou tentar colocar algumas fotos para vocês.

No dia 31 de julho de 2009, às 19 horas realizou-se no barracão de capoeira do Telecentro de Belterra a Cerimônia de entrega de certificados para 12º turma de informática e 4º curso intensivo das comunidades rurais. Participaram desta cerimônia os alunos, no tal de 75, os pais, os integrantes da Escola de música, autoridades e integrantes do Telecentro.

No início da noite houve a apresentação da Escola de música Henry Ford. Canções como Quem disse que amor pode acabar, Versos de Amor e Sol foram tocadas pelo conjunto de violão e teclado e na voz do professor Joedson Viana.

Logo após o Grupo MOJOB-Movimento jovem de Belterra entrou e fez bonito com seu Gingado de carimbó. E sairam ao som de muitos aplausos.

O Cerimonial teve início com a composição da mesa. Nela estavam o Prefeito Municipal Geraldo Pastana, os vereadores Maria de Lourdes e Ademar Sanches, a representante da secretaria de educação Sra. Marneila Barros, a coordenadora do Conselho Gestor do Telecentro Sta. Dariane Nunes, a coordenadora do Telecentro Sta. Mônica de Almeida e a representante dos voluntários Sta. Arleide Pedroso. Cada um falou em seu pronunciamento sobre a importância da inclusão digital, a oportunidade oferecida pelo Telecentro, parabenizaram a determinação dos alunos e desejaram um bom evento.

Na segunda parte do cerimonial, os integrantes da mesa entregaram um a um os certificados dos alunos. Foram 55 formandos vindos da zona rural de Belterra, tanto da BR 163 como do Tapajós e 20 alunos da zona urbana.

O momento de despedida foi o mais bonito. Estava acabando as férias e os voluntários e alunos percebiam que realmente o curso havia terminado. Houve muitas fotos e todos foram convidados para a Balada que aconteceria logo depois. Mas a balada é outra história.

A Escola Estadual de Ensino Médio Waldemar Maués está passando por um grande problema. Trata-se da falta de professores para ministrar algumas matérias. Com essa situação os alunos estão sendo prejudicados.

Quando falta algum professor em sala de aula, muitos alunos ficam pelas ruas, enquato seus pais pensam que estão estudando. Isso acontece pelo simples fato de que nossos governantes não quererem investir na educação de nosso País.