Agricultura familar

You are currently browsing the archive for the Agricultura familar category.

O Projeto Bandeira Científica chegou em Belterra no dia 13/12, e logo no dia 14 começaram suas atividades, com atendimentos médicos, odontológicos, psicológicos, fisioterapêuticos e fonoaudiológicos. Além da construção de uma horta comunitária de plantas medicinais. As atividades educativas contam com a ajuda e contribuição da população belterrense, que está doando as mudas de plantas.


Casa Familiar Rural

Nos dias 14 e 15 uma equipe do Projeto esteve na Comunidade do Prata – Km 72 da Br 13, onde está localizada a Casa Familiar Rural, no local foram desenvolvidas várias atividades com cerca de 30 alunos da CFR, como: Oficina de Construção de Fossa Séptica biodigestora; Oficina de Compostagem para produção de adubo orgânico; Oficina de educação financeira e Oficina de produção de sabão.

A finalização da construção da Fossa Séptica, na Casa Familiar Rural.

O Projeto Bandeira Científica foi idealizado no início da década de 1950 por acadêmicos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), sendo consolidado a partir de 1957. Voltada para a educação e a pesquisa de campo na área médica, a Bandeira manteve em vista a atuação dos estudantes (em média 25 por ano) em um contexto diferente daquele visto nos hospitais, por meio do contato com diferentes realidades da população brasileira.
A expedição do Projeto em Belterra têm o apoio da Prefeitura do Município e ficará na cidade até o dia 23 de dezembro.

Em seus 77 anos de fundação, Belterra inicia um novo projeto educativo dando ênfase a um novo modelo de educação voltado para o fortalecimento da cidadania e empreendedorismo rural. É este o propósito da Casa Familiar Rural de Belterra, criada por um conjunto de esforços coletivos, com destaque para o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Belterra, a Associação dos Produtores Rurais de Boa Esperança e Fé Em Deus – AMPRUBEF e apoio da Prefeitura Municipal de Belterra, entre outras entidades.

Com este esforço coletivo foi criada a Associação das Famílias da Casa Familiar Rural de Belterra que tem como Presidente o Agricultor Francisco Chagas Agustinho da Silva – da comunidade do Prata –km 62 da BR-163 e Tarcilo Castro Neves – da Comunidade de Piquiatuba-Tapajós.

A Casa Familiar Rural de Belterra – CFRB funciona na comunidade do Prata em uma área de 32 hectares, doada por Geraldo Pastana e Ranulfo Peloso.

A nova modalidade de educação iniciou no dia 04 de abril com duas turmas de nível médio em Técnico Agropecuário. Uma turma da região do Tapajós e outra turma do Planalto e Cidade.

As Casas Familiares permitem que as pessoas se qualifiquem e possam adaptar-se à evolução da profissão em conjunto com a sua família e comunidade onde vivem.